quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Grêmio vence Godoy Cruz de virada e está nas quartas de final da Libertadores 2017 saiu atrás no placar, mas buscou 2 a 1 com dois gols de Pedro Rocha

O Grêmio sofreu mais que o esperado, mas bateu o Godoy Cruz por 2 a 1 na noite desta quarta-feira na Arena e garantiu classificação para as quartas de final da Libertadores. Em uma noite em que os holofotes estavam em Luan pela iminente saíra para o Spartak Moscou, Pedro Rocha marcou os dois gols da virada do Tricolor sobre o time argentino, que havia saído na frente com Javier Garcia em falha de Marcelo Grohe.
Garantido nas quartas de final, o Tricolor agora aguarda o vencedor do confronto entre Botafogo e Nacional, do Uruguai,nque se enfrentam nesta quinta-feira no Rio de Janeiro. O clube carioca tem a vantagem por ter vencido por 1 a 0 em Montevidéu. O ano de 2009 foi a última participação em que o Grêmio passou das oitavas de final da Libertadores, desde então, tinha caído nesta primeira fase do mata, mata.
Susto no início do jogo
O técnico Renato Portaluppi surpreendeu na escalação do Grêmio ao escalar o capitão Maicon e deixar Arthur no banco. O esquema 4-2-3-1, porém, não foi alterado. No Godoy Cruz, Felipe Rodríguez foi a opção do treinador Mauricio Larriera para tornar sua equipe mais ofensiva.
E diferente do esperado, o Godoy Cruz foi quem tomou a iniciativa do jogo. Logo aos 4 minutos, Garro recebeu passe às costas de Cortez e chutou para uma grande defesa de Marcelo Grohe. O time argentino seguiu insistindo e três minutos depois Michel, na tentativa de cortar um escanteio, cabeceou contra e Grohe trabalhou mais uma vez para evitar o gol.
O Grêmio foi conseguir chegar ao ataque no seu estilo, com troca de passes no campo ofensivo, apenas aos 13, quando Maicon encontrou Ramiro em bela enfiada de bola. Ramiro tentou o cruzamento para o meio da área, mas a defesa argentina desviou. Na sequência, o Godoy Cruz saiu em jogada rápida e Javier Correa arriscou da entrada da área. A bola foi no meio do gol, mas Marcelo Grohe não conseguiu fazer a defesa, 1 a 0 para o time argentino.
O gol surpreendente dos argentinos causou um clima de apreensão na Arena. Alguns jogadores do Grêmio, como Cortez e Michel, mostraram insegurança com erros de passes em lances simples. Quem não sentiu a peso do tento argentino foi Luan. O camisa 7, que pode se despedir do clube a qualquer momento na negociação com o Spartak Moscou, chamou a responsabilidade. Aos 16, ele fez a jogada individual e bateu no canto tirando o goleiro Burían da jogada, mas acertou a trave.
Pedro Rocha iguala para o Grêmio
Na sequência, o Grêmio chegou a balançar as redes com Geromel após desvio no escanteio, mas o lance foi anulado por impedimento. O Tricolor seguia pressionando até que contou com uma ajuda para empatar. Aos 28, Luan cruzou fechado uma bola fraca, mas Burían se atrapalhou e acabou dando rebote. Barrios foi esperto, tomou a bola e rolou para Pedro Rocha, que, com o goleiro fora do lance, só teve trabalho de empurrar para o gol, 1 a 1.
O gol de empate deu tranquilidade para o Grêmio, que diminuiu os erros de passe e manteve o domínio da partida até o final do primeiro tempo. O Godoy Cruz até tentou sair mais para o jogo, mas não chegou a oferecer perigo a Marcelo Ghohe. Final de primeiro tempo: Grêmio 1 x 1 Godoy Cruz.
Segundo gol para tranquilizar
Os dois times voltaram para o segundo tempo sem mudanças. O Godoy Cruz levou perigo logo no primeiro minuto em arrancada do lateral esquerdo Angileri, que partiu do campo de defesa até chegar á entrada da área, onde arriscou um chute que passou ao lado do gol de Grohe. O lance, porém, foi uma falsa impressão de que o time argentino iria pressionar o Grêmio.
Se o 1 a 1 garantia o Grêmio nas quartas de final, mas o placar ficou ainda melhor aos 13. Geromel fez o desarme no campo de defesa e arrancou até tocar para Luan. O camisa 7 rolou para Barrios, que bateu cruzado. A bola ainda explodiu na trave antes de sobrar nos pés de Pedro Rocha, que mais uma vez só teve o trabalho de empurrar para as redes, 2 a 2.
Com o segundo gol do Grêmio, o técnico Mauricio Larriera fez duas mexidas no setor de meio-campo. Garro e Henríquez deixaram o campo para as entradas de Ángel González e Facundo Silva. As trocas não foram suficientes para mudar o panorama do jogo, que seguiu com domínio gremista.
Com o cronômetro chegando aos 30 minutos, Renato também mexeu. Arthur e Fernandinho entraram nos lugares de Maicon e Ramiro. Mais tarde, Pedro Rocha deixou o campo para receber os merecidos aplausos e entrada de Marcelo Oliveira. Michel, que já tinha amarelo, fez falta dura nos acréscimos e acabou expulso. O jogo e a classificação às quartas de final, porém, estavam definidos a favor do Grêmio, que espera pelo vencedor do confronto entre Botafogo e Nacional.
Libertadores da América - Oitavas de final
Grêmio - 2
Marcelo Grohe; Leo Moura, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Maicon (Arthur), Ramiro (Fernandinho), Luan e Pedro Rocha (Cortez); Lucas Barrios. Técnico: Renato Portaluppi.
Godoy Cruz - 1
Leonardo Burían; Luciano Abecasis, Saebastián Olivarez, Leonel Galeano e Fabrizio Angileri; Felipe Rodríguez (Verdugo), Gastón Giménez, Fabián Henríquez (Facundo Silva) e Juan Garro (Ángel González); Javier Correa e Santiago García. Técnico: Mauricio Larriera.
Gols: Pedro Rocha (28min/1ºT-13min/2ºT); Javier Correa (14min/1ºT)
Cartões amarelos: Maicon, Fernandinho (GRE); Abecacis, Galeano, Henríquez, Olivarez (GOD)
Cartão vermelho: Michel (GRE)
Árbitro: Enrique Cáceres (PAR), auxiliado por Eduardo Cardozo e Juan Zorrilla
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Nenhum comentário:

Postar um comentário